Embaixadores unem esforços num treino conjunto

Começou a contagem decrescente para o evento que vai pôr os portugueses a correr pela preservação do felino mais ameaçado do mundo. Na quinta-feira, dia 3 de setembro, alguns embaixadores da 1ª edição do Trail do Lince reunira-se no Parque Florestal de Monsanto para um treino coletivo a pensar na corrida do próximo dia 12 de setembro, em Silves.

Entre atletas e figuras públicas, o grupo seguiu durante cerca de uma hora as indicações do experiente António Nascimento – atleta de judo, jiu jitsu e triatlo, que em 2012 se tornou no primeiro português a completar uma prova de Ultraman. “O conceito da prova é muito interessante e penso que o percurso, com várias distâncias e a possibilidade de ser feito por estafetas, será acessível à medida da preparação de cada um”, observou Antônio Nascimento.

A prova desenrola-se no habitat natural do lince ibérico, atravessando zonas próximo de água e de transposição para diferentes tipos de vegetação. A participar pela primeira vez numa prova de trail, o ator Alexandre da Silva acredita que aliar duas paixões – desporto e animais – será uma ajuda para chegar à meta. “O lince ibérico faz parte do imaginário dos portugueses e desperta muita curiosidade entre os miúdos, que falam sobre espécies em extinção na escola. 

Esta iniciativa é uma forma interessante de sensibilizar as pessoas para a proteção ambiental. A defesa do único grande mamífero carnívoro endémico da Península Ibérica foi também o que motivou Catarina Jardim a associar-se à prova. “Acredito que é com estas iniciativas, mobilizando a sociedade, que percebemos a necessidade de fazer um pouco mais pelo mundo que nos rodeia”, defende a relações-públicas. Com uma forte vertente solidária, a 1ª edição do Trail do Lince vai entregar dois euros por cada inscrição ao World Wide Fund for Nature (WWF) e ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). 

A 12 de setembro, a serra algarvia abre as portas aos participantes na 1ª edição do Trail do Lince, vindos de vários pontos do país. Antônio Nascimento aconselha preparação à altura da ambição de cada um, mas também deixa algumas dicas: “Apesar de haver postos de abastecimento, é importante levar hidratação e um gel ou alimento a que o atleta esteja habituado. Outro erro é levar material novo, que não foi usado na preparação.” Em relação aos dias que antecedem a corrida, o ultramaratonista recomenda treinos leves, para relaxar os músculos, por exemplo, com atividades complementares à corrida, como a natação ou bicicleta.

Secretário de Estado também vai correr pelo lince ibérico

Miguel de Castro Neto, secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, vai estar na linha de partida do 1ª Trail do Lince, no dia 12 de setembro, em Silves. A primeira edição desta iniciativa, que apela à reintrodução do lince ibérico no seu habitat natural, tem prevista a participação de cerca de 500 atletas.

Em passo de corrida ou em ritmo de caminhada, o desafio é voltar a colocar o felino mais ameaçado do mundo no mapa. “O afastamento do lince ibérico da realidade diária das populações tem levado ao surgimento de mitos e desinformações sobre os seus hábitos e comportamentos. Iniciativas como esta aproximam a espécie das populações, levando informação e promovendo os territórios”, defende Miguel de Castro Neto.

O secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza é uma das personalidades que vai marcar presença nesta prova, que terá as vertentes de trail longo (42 km individuais ou por estafetas), trail curto (10 km) e caminhada (10 km). Recorde-se que, atualmente, o lince ibérico se encontra extinto da maioria da sua área de distribuição 

geográfica, tendo as populações reprodutoras desaparecido de grande parte das comunidades espanholas e do território português. 

Os esforços feitos na última década para conservar a espécie já começaram a dar fruto – hoje, existem 12 exemplares identificados em território nacional –, mas ainda há um longo caminho pela frente. “Consolidar o ex-situ e ampliar o seu alcance, garantir o sucesso do in-situ com a fixação de fêmeas reprodutoras e a libertação de espécimes são tarefas prioritárias para os próximos anos”, revela Miguel de Castro Neto. A minimização das causas de morte e a melhoria dos índices de aceitação social da espécie também estão na agenda de trabalhos.

Por cada inscrição na 1ª edição do Trail do Lince serão entregues dois euros ao World Wide Fund for Nature (WWF) e ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), para o projeto Green Heart of Cork (No Coração do Montado) e para o Fundo de Conservação da Natureza e Biodiversidade. As inscrições com um valor promocional podem ser feitas até ao próximo dia 15 de agosto, no website da prova: www.traildolince.pt

1ª edição do Trail do Lince apresenta-se

No dia 30 de julho, o Centro Desportivo Nacional do Jamor, em Lisboa, abriu as portas para a apresentação pública da 1ª edição do Trail do Lince, que decorre a 12 de setembro, na região de Silves. “Queremos aproveitar o património natural e o nosso desporto ajudando, ao mesmo tempo, uma espécie em grave perigo de extinção”, resumiu Mário Franco, manequim e mentor do projeto, na conferência de imprensa.

Responsabilidade social e sustentabilidade ambiental são os principais vetores deste projeto, que apela à reintrodução do lince ibérico no seu habitat. Para isso, Mário Franco, embaixador da World Wide Fund for Nature (WWF), pretende mobilizar vários quadrantes da sociedade, desde músicos a desportistas, instituições públicas e empresas. “Era um pequeno sonho e agora temos connosco instituições tão louváveis como o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas [ICNF], a Liga para a Protecção da Natureza [LPN], o Gabinete do Secretário de Estado do Ordenamento do Território e Conservação da Natureza, a Iberlinx ou a Algarve Trail Running [ATR]”, enumerou o responsável. 

O Trail do Lince é a primeira iniciativa desportiva nacional que alerta para a “necessidade de conservação do lince ibérico”, realçou no dia da apresentação Paula Sarmento, presidente do ICNF. A intenção da organização e dos parceiros é clara: “Vamos levar muita gente ao território do lince e também trazer muitos turistas; lutar para que Portugal seja um país cada vez mais referenciado pela sua biodiversidade e levar mais longe o valor destes animais”, declarou a responsável sobre a 1ª edição do Trail do Lince.

Igualmente presente na conferência, o secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Miguel de Castro Neto, chamou a atenção para o facto de não existir “um plano B quando se extinguirem espécies”, sendo necessário um “trabalho ativo” da sociedade na defesa do património natural. Na opinião de Ângela Morgado, da WWF, esta é uma “prova emblemática que defende uma causa e a natureza”. Em paralelo, Tito Rosa, presidente da LPN, sustentou: “A nossa mobilização enquanto cidadãos é absolutamente crítica, por isso, apoiamos todas as iniciativas e sonhos nesta área.”

Sobre os aspetos técnicos do percurso, Bruno Rodrigues, da ATR, salientou a “alta tecnicidade” do trajeto de 42 km, constituído por “estradões, single tracks, um desnível positivo acumulado de 1 200 metros” e a paisagem “quase lunar” de algumas zonas da Serra de Silves. Além do trail longo – que pode ser realizado individualmente ou por estafetas –, haverá um trail curto (10 km) e uma caminhada (10 km). “Achámos que seria interessante para os atletas terem a oportunidade de correr no habitat do lince ibérico”, complementou Bruno Rodrigues.

Além das entidades oficiais, estiveram ainda presentes na conferência de imprensa vários embaixadores e figuras públicas que apoiam esta iniciativa. As inscrições para a 1ª edição do Trail do Lince podem ser realizadas até ao dia 15 de agosto com um valor promocional no website da prova: www.traildolince.pt. Vamos percorrer os trilhos do lince ibérico e voltar a colocar esta espécie ameaçada no mapa!

A 1ª edição do Trail do Lince já mexe

A menos de dois meses da corrida pela defesa do felino mais ameaçado do mundo, os embaixadores da 1ª edição do Trail do Lince – a 12 de setembro, em Silves – uniram esforços num treino conjunto, na Academia Life Club, em Lisboa. Numa manhã de convívio que aliou desporto e solidariedade social, o grupo foi orientado por António Nascimento, diretor técnico da academia e um dos rostos desta iniciativa.

“Com o intuito de dar mais visibilidade ao projeto e ajudar a divulgar a sua missão, reunimos vários embaixadores das áreas do desporto, da moda, das artes e da comunicação. A defesa do lince ibérico e a preservação da natureza são temas que tocam muito as pessoas. Este treino serviu para mostrar que estas personalidades não dão apenas a cara, também se empenham para estar preparadas no dia da prova”, explica Mário Franco, manequim, embaixador do World Wide Fund for Nature (WWF) e o principal impulsionador da 1ª edição do Trail do Lince.

A Serra de Silves, no coração da região algarvia, empresta o cenário a esta primeira edição da prova, que se divide nas modalidades de trail longo (42 km individuais ou por estafetas), trail curto (10 km) e caminhada (10 km). Segundo Mário Franco, “a possibilidade de explorar os recantos do habitat natural do lince ibérico é um dos desafios que mais tem entusiasmado os embaixadores”. Mas não só: “Muitos estão a despertar para a necessidade de fazer exercício de forma regular e consciente. Nesse sentido, o envolvimento do António Nascimento – uma referência no mundo da corrida – tem sido uma inspiração”, partilha Mário Franco.

No dia 12 de setembro, todos os caminhos vão dar à 1ª edição do Trail do Lince, uma prova solidária, em que por cada inscrição serão entregues dois euros ao WWF e ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, para o projeto Green Heart of Cork (No Coração do Montado) e para o Fundo de Conservação da Natureza e Biodiversidade, respetivamente.

Além de Mário Franco e António Nascimento, a 1ª edição do Trail do Lince tem como embaixadores Miguel Castro Neto, Luís Represas, Sandra Cóias, Bernardo Coelho, Mafalda Matos, Alexandre da Silva, Sónia Balacó, João Nare, Francisco Mendes, Pedro Górgia, Ricardo Dinis, Silvie Dias, Pedro Lucas, Elsa Correia, Quimbé, Pedro Rocha dos Santos, Afonso Vilela, Ricardo Andorinho e Ângela Morgado.

Mário Franco é o principal impulsionador do 1º edição do Trail do Lince Ibérico

O manequim e embaixador da World Wide Fund (WWF) for Nature é o principal impulsionador da 1ª edição do Trail do Lince, que se realiza no dia 12 de setembro, em Silves. Desde 2009 que Mário Franco está associado a esta organização não governamental, “pelo trabalho desenvolvido em diversas áreas relacionadas com o ambiente e as espécies". Deixou-se apaixonar pela causa do lince ibérico e juntou o melhor de dois mundos nesta primeira edição do trail – a defesa da natureza e das espécies ameaçadas à prática desportiva, particularmente a corrida. Mário Franco diz acreditar que “o trail é a essência da corrida, pela possibilidade de experienciar a natureza, que é mágica na sua simplicidade”. Sobre esta causa, o manequim e embaixador da WWF revela acreditar que “os portugueses são excecionais, capazes de fazer pequenos milagres” e, por isso, espera que esta iniciativa apele ao seu lado solidário e participativo.

Neste contexto, através da 1ª edição do Trail do Lince, Mário Franco espera poder “incutir nas pessoas e na sociedade civil a importância da natureza e do nosso património natural”. A mensagem do manequim é clara: “Eu corro pelo Lince Ibérico! E tu? Venham experienciar o contacto com a nossa natureza, que tantas vezes parece estar tão longe, mas que, na realidade, está apenas à distância de uma pequena viagem.”