Embaixadores unem esforços num treino conjunto

Começou a contagem decrescente para o evento que vai pôr os portugueses a correr pela preservação do felino mais ameaçado do mundo. Na quinta-feira, dia 3 de setembro, alguns embaixadores da 1ª edição do Trail do Lince reunira-se no Parque Florestal de Monsanto para um treino coletivo a pensar na corrida do próximo dia 12 de setembro, em Silves.

Entre atletas e figuras públicas, o grupo seguiu durante cerca de uma hora as indicações do experiente António Nascimento – atleta de judo, jiu jitsu e triatlo, que em 2012 se tornou no primeiro português a completar uma prova de Ultraman. “O conceito da prova é muito interessante e penso que o percurso, com várias distâncias e a possibilidade de ser feito por estafetas, será acessível à medida da preparação de cada um”, observou Antônio Nascimento.

A prova desenrola-se no habitat natural do lince ibérico, atravessando zonas próximo de água e de transposição para diferentes tipos de vegetação. A participar pela primeira vez numa prova de trail, o ator Alexandre da Silva acredita que aliar duas paixões – desporto e animais – será uma ajuda para chegar à meta. “O lince ibérico faz parte do imaginário dos portugueses e desperta muita curiosidade entre os miúdos, que falam sobre espécies em extinção na escola. 

Esta iniciativa é uma forma interessante de sensibilizar as pessoas para a proteção ambiental. A defesa do único grande mamífero carnívoro endémico da Península Ibérica foi também o que motivou Catarina Jardim a associar-se à prova. “Acredito que é com estas iniciativas, mobilizando a sociedade, que percebemos a necessidade de fazer um pouco mais pelo mundo que nos rodeia”, defende a relações-públicas. Com uma forte vertente solidária, a 1ª edição do Trail do Lince vai entregar dois euros por cada inscrição ao World Wide Fund for Nature (WWF) e ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). 

A 12 de setembro, a serra algarvia abre as portas aos participantes na 1ª edição do Trail do Lince, vindos de vários pontos do país. Antônio Nascimento aconselha preparação à altura da ambição de cada um, mas também deixa algumas dicas: “Apesar de haver postos de abastecimento, é importante levar hidratação e um gel ou alimento a que o atleta esteja habituado. Outro erro é levar material novo, que não foi usado na preparação.” Em relação aos dias que antecedem a corrida, o ultramaratonista recomenda treinos leves, para relaxar os músculos, por exemplo, com atividades complementares à corrida, como a natação ou bicicleta.